quarta-feira, 11 de julho de 2018

Os 3 mandamentos da Gestão Financeira


Abrir uma empresa tem sido a opção de muitos brasileiros pelas mais diversas razões: Empreendedorismo nato; sonho de ter o próprio negócio; opção por não encontrar recolocação no mercado; oportunidade de negócio e muitas outras razões.
Mas o que observamos nas diversas pesquisas feitas sobre a sobrevida destas empresas é que uma grande parcela delas não sobrevivem no mercado principalmente por falta de gestão financeira.
Muitos empreendedores acreditam que a gestão financeira se resume a controlar o que entra e sai do banco e do caixa da sua empresa, e que o quê sobra no fim do mês é o seu lucro.
E dessa forma vão levando até chegar no momento em que as contas não fecham e então começam à antecipar cartões, pedir empréstimos e usar o limite do banco como capital de giro.
Mas o que é mesmo a Gestão Financeira? Gestão financeira é um conjunto de ações e procedimentos que visam maximizar os resultados econômicos e financeiros, prever situações de fluxos e minimizar os seus efeitos. Podemos resumir dizendo que para fazer uma boa Gestão Financeira você precisa seguir três mandamentos que irão se alternar num ciclo após o outro:


Planejar: É o primeiro mandamento deste ciclo para se fazer uma boa gestão financeira. O planejamento inicial pode ser feito através da prospecção caso esteja iniciando a empresa, ou com base no que aconteceu até o momento se a sua empresa já está em funcionamento e você está iniciando o planejamento a partir de agora. No planejamento você irá coletar ou prospectar as informações necessárias para montar o plano orçamentário da sua empresa que pode ser de um mês, três, seis meses ou um ano. Para quem está iniciando agora aconselhamos fazer de ciclo menores de no máximo três meses.

Controlar: O controle deve ser iniciado logo após a conclusão do planejamento e deve ser constante, pois é partir dele que você irá saber se o que planejou está se realizando de acordo com as metas traçadas.

Avaliar: A partir dos resultados demonstrados nos relatórios de controle a avaliação é primordial para traçar novas metas e replanejar em cima de resultados que podem demonstrar tanto o que pode ser aprimorado e corrigido quanto o que não deve ser feito no futuro.

Planejar, controlar e avaliar deve ser um ciclo constante na Gestão financeira, pois depois da avaliação sempre começa um novo ciclo com novas metas corrigindo ou aprimorando o ciclo anterior.